Cadastre-se e receba o melhor conteúdo sobre a ABC Construções:

Obrigado por se cadastrar!
Desculpe, mas algo deu errado. Por favor, tente novamente.

Sabemos o quanto seu pet é importante para você! Os bichinhos de estimação estão cada vez mais presentes e preenchem nossas vidas, não é mesmo? Pensando nisso, separamos 5 dicas para conciliar a rotina do seu pet às normas do condomínio. Vamos ler?

1. Tenha domínio sobre o seu pet

Evite transitar com o seu animal solto pelas áreas comuns do prédio. Além de ser uma atitude descuidada, pode causar alguns transtornos para você e também para quem não gosta de cachorro, por exemplo.

O pet solto pode tentar brincar com pessoas que não gostam de animal ou até mesmo fugir. Muitos animais são perdidos por um pequeno descuido do dono e isso é algo bem triste.

2. Ande sempre prevenido

Ao sair para passear como seu pet, tenha sempre a carteirinha de vacinação em mãos, além de saquinhos higiênicos e, claro, a coleira.

Em caso de emergência, além de ficar amparado pela carteirinha de vacinações, você terá condições de resolver um eventual problema com mais rapidez.

Ter uma coleira com placa de identificação é algo essencial para a segurança do seu pet, inclua na plaquinha: nome, telefone e e-mail para contato.

3. Controle o barulho do seu pet

Chegar em casa é uma festa, não é mesmo? Eles pulam de felicidade, latem e fazem de tudo para notarmos sua presença. É a melhor hora do dia, tanto para os donos quanto para os pets.

Mas quando essa alegria toma proporções exageradas, está na hora de ter o controle da situação. Uma das grandes reclamações entre vizinhos é o constante barulho dos pets em horários inoportunos.

Quando sair à noite, procure deixar o seu pet em um cômodo do apartamento que não tenha contato com a sua chegada. Assim, você vai evitar que o seu bichinho faça barulhos tarde da noite e se transforme no pesadelo do seu vizinho.

4. Use equipamentos de segurança

Andar com identificação e usar sempre coleira são alguns dos cuidados com a segurança, tanto do animal quanto das pessoas ao redor. Porém, existem alguns animais que precisam de um cuidado extra com a segurança, como aqueles cães bravos e menos sociáveis. O ideal para casos como este é que o animal use focinheira, o que certamente irá evitar acidentes e situações de perigo até mesmo entre os cães.

5. Nunca deixe o seu pet sozinho por muito tempo

Os cachorros em especial, são bem mais carentes e precisam de muita atenção. Se o seu cachorro não é acostumado a ficar sozinho, evite essas situações.

Os gatos são mais tranquilos com relação a isso, porém, se o seu gatinho tem pouco tempo de vida, ele também vai miar muito por companhia.

Além de brinquedos, se você não tem uma pessoa sempre em casa, ligue a TV por um tempo programado, os dogs também se familiarizam com o barulho da TV e ficam mais relaxados. Ações como esta poderão evitar problemas de convivência com outros condôminos.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *